Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chichas

Porcarias que encontro por aí

Porcarias que encontro por aí

Chichas

22
Jun08

Electro-fobia

Pedro Chichorro

Chegou o tempo dos choques. Tenho tendência para apanhar choques em todo o lado quando o tempo está seco. Houve um ano que eram seguidos não só nas portas dos carros como até em madeira. Juro que aconteceu, não sei como mas aconteceu.
O meu trauma é tanto que não consigo tocar numa porta de um carro sem ser na parte de plástico ou com a ponta da manga a proteger-me a mão.

Talvez esta fobia tenha nascido quando, há muito tempo, as instalações onde trabalhei tinham os gabinetes divididos por separadores de alumínio que davam choque sempre que lhes tocávamos. A única forma de contrariar isto era andando descalço o que nos deu fama de jovens excêntricos que faziam sites e andavam sempre descalços. Tom Sawyer.
Mas os culpados eram os choques, e nós já estávamos tão habituados que não nos lembrávamos de nos calçar para receber as visitas.
A pessoa que mais sofria não se descalçava e aguentava estoicamente: enquanto que nós íamos direitinhos pelos corredores sem tocar em nada que pudesse dar faísca, o Paulo era invisual e tinha mesmo que usar as mãos para encontrar o caminho até à casa de banho ou tirar um café. Era um ai Jesus o tempo todo.
Pronto, voltou o tempo dos choques.

 

c2bc7f3f315d4d25b4fd9ddbb5a8454d
21
Jun08

Matt em Lisboa

Pedro Chichorro

O último vídeo do Matt, o ex-excêntrico* rapaz que se filma a dançar em cenários de todo o mundo, desta vez  veio a Portugal.

 

* - Agora é patrocinado por uma marca de pastilhas elásticas, já deixou de ser excentricidade para ser uma das melhores profissões do mundo.


 

c2bc7f3f315d4d25b4fd9ddbb5a8454d
20
Jun08

Entrada gratuita?

Pedro Chichorro


Diz um mail da noite.pt, que não pode ser considerado spam porque destina-se única e exclusivamente a informar potenciais clientes (!) que a noite de S. João do Porto na Ribeira e no Castelo do queijo tem entrada gratuita! YEY!
Esta gente já não sai das discotecas-armazém há tanto tempo que já perdeu um bocado a noção das coisas. Será que vamos ter zonas VIP em Massarelos ou em Lordelo? A Maya vai ser RP em Miragaia? Não, porque quem manda aí são as Juntas e é onde acontecem as melhores festas.

Desde há uns anos que têm estragado a noite com estes tiques moderno-labregos. A parte mais óbvia é a montagem de um palco enorme na praça da Ribeira para um programa de televisão em directo.
Não há espaço para ninguém numa noite daquelas e montam-nos um palco rodeado de equipamento que ocupa toda a praça, vêem-se pessoas esmagadas contra camiões da RTP, crianças com a cabeça encaixada nas grades de ferro que rodeiam o palco e andaimes das luzes e câmaras. Holofotes que iluminam as fachadas para aparecerem na TV e que abafam o fogo de artifício para quem lá está. Tantos sítios com muito público na cidade toda e foram logo montar a feira onde uma pessoa não consegue apertar os próprios atacadores e é levada pela multidão para onde Deus quiser. As pessoas espremidas contra os camiões e geradores são controladas por seguranças, claro. Elas estão ali a mais e ainda estragam alguma coisa.

Agora recebi um mail, que não pode ser considerado spam, a dizer que este ano a entrada é gratuita.
É como entrar num WC e ser informado que o papel higiénico é gratuito ou que os tickets de espera nos correios são uma gentil oferta da gerência.

 

Agora que a cidade tem a Porto Lazer que nos dá "trios eléctricos" brasileiros na marginal durante a noite de S. João, será com ainda mais prazer que vou ver o Marante e os Diapasão aos Guindais.

(Este post não pode ser considerado publicidade porque já não vai haver DJ Chichas na Sé)

 

c2bc7f3f315d4d25b4fd9ddbb5a8454d
19
Jun08

O amor da túbara por um pescador

Pedro Chichorro

Arnold Pointer é um pescador profissional do sul da Austrália que soltou um tubarão fêmea das suas redes salvando-a da morte certa. Agora, Arnold tem um problema, passados dois anos o animal segue-o para todo o lado afugentando os peixes.

Ele não consegue ver-se livre da tubarona de 5 metros - ou tubarôa, ou tubarã; conforme estivermos mais a Sul ou Norte -  por ser uma espécie protegida. Mas uma relação afectuosa nasceu entre as duas criaturas. Mal ele desliga o barco, ela vai ter com ele vira-se de costas e deixa-o fazer festas na barriga e pescoço. Ela grunhe, revira os olhos e bate alegremente com as barbatanas na água. :|

Estão aqui umas fotos.

 

c2bc7f3f315d4d25b4fd9ddbb5a8454d

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D