Sexta-feira, 29 de Fevereiro de 2008
Culturas

Os egípcios punham os escravos a construir pirâmides para habitação na eternidade. No Dubai os escravos edificam ilhas e  hotéis para pernoitar.

Mais sobre o hotel



por Pedro Chichorro às 04:37
link do post | comente | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008
O pior edifício da humanidade

Felizmente em Portugal o dinheiro ainda vai sendo menos desviado: o Hotel Ryugyong (”Capitólio dos Salgueiros”) eleva-se a 105 andares sobre o centro de Pyongyang, a capital da Coreia do Norte e é considerado o pior edifício de toda a humanidade.
Na sua concepção esperava-se que tivesse 371000 metros quadrados de superfície total e sete restaurantes rotativos num custo total de 513 milhões de Euros, 2% do PIB daquele país. Foi a resposta da Coreia do Norte aos novos arranha-céus asiáticos.

Nunca foi concluído e nunca será. O dinheiro (e supostamente a electricidade) acabou e tudo que resta agora é uma casca vazia e inabitável. A qualidade do betão é tão má que a construção provavelmente não poderá ser recomeçada mesmo que se tentasse.
Mas a Coreia do Norte ainda tem esperança de conseguir algumas centenas de milhões de Euros de investimento estrangeiro para terminar esta obra.

O hotel não consta em nenhum mapa oficial e qualquer guia irá dizer que não sabe onde fica apesar de ser visível de qualquer ponto da cidade.

Fica aqui a sugestão para futuro dos terrenos do Aeroporto da Portela.

 

Pode-se saber mais aqui.

 

 



por Pedro Chichorro às 11:52
link do post | comente | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008
Dieta placebo

Cozido à portuguesaQuando pus à prova a minha costela emigrante e labutava arduamente em Lisboa, eu e o pessoal com quem almoçava e trabalhava acreditávamos que o facto de certos alimentos engordarem ou não era uma questão relativa com uma forte componente psicológica. Não seria invulgar ver-nos a conversar com o nosso prato de cozido à portuguesa, explicando à farinheira que teria que ir direitinha para a evacuação sem parar para conversar com nenhuns tecidos orgânicos que a quisessem absorver. És caca e à caca voltarás. Seria mais ou menos assim a nossa oração pré-refeição.

Pois agora, Ellen Langer , psicóloga de Harvard; estudou o exercício físico placebo. Notou que as empregadas de um hotel faziam, trabalhando, mais exercício que seria necessário para emagrecerem, no entanto elas não consideravam a actividade como exercício até que a boa doutora lhes informou disso.

Depois de estarem cientes que ao aspirarem, limparem, trocarem roupas de camas, estavam a fazer exercício; perderam peso, baixaram a pressão arterial, e ganharam umas cinturas mais delgadas.

Neste momento estou a convencer-me que respirar deitado no sofá com o portátil em cima da barriga queima mais adiposidades que ir ao ginásio. Nem que seja pela tempratura que esta máquina atinge.

Depois vou informando da evulução.



por Pedro Chichorro às 23:26
link do post | comente | adicionar aos favoritos







.posts recentes

. Culturas

. O pior edifício da humani...

. Dieta placebo





Add to Google Reader or Homepage



AddThis Feed Button
AddThis Social Bookmark Button