Quarta-feira, 16 de Abril de 2008
Saca o moto

Não quer dizer que perceba muito de música. Tenho alguma cultura musical mas  mesmo essa, com a péssima memória para nomes que tenho, está fraquinha fraquinha. Aqui há uns dias veio à mesa de amigos um antigo jingle da Optimus que eu sempre achei que era uma cópia do Rain do Ryuichi Sakamoto. Fui fortemente contrariado, mas como não tinha provas e estava perante profissionais do ramo, não insisti.

O que eu me esfolei para encontrar isto... mas graças ao utilizador do YouTube pedrodepinto, encontrei um anúncio da Optimus emitido em 1998 (10 anos!) que acho que confirma a minha teoria. Como nunca falei antes com ninguém sobre isto excepto nesse dia, exponho aqui os meus argumentos e corrijam-me se estiver enganado.

 

Esta era a música do anúncio:         Esta é a música do Ryuichi:



por Pedro Chichorro às 12:41
link do post | comente | adicionar aos favoritos

7 comentários:
De pedrocs a 16 de Abril de 2008 às 14:01
A música da Optimus é ROUBADÍSSIMA do Sakamoto. Mas é assim que funciona a publicidade...


De José Pedro Magalhães a 16 de Abril de 2008 às 19:49
São parecidas. A estrutura rítmica é quase igual, e, pelo menos no início de Sakamoto a instrumentação também é muito semelhante. Mas em termos de harmonia e melodia não há semelhanças, portanto acho que não se trata de plágio, mas sim "influência" ou "inspiração". O mais dúbio é mesmo a estrutura rítmica, mas como não é uma estrutura muito peculiar, pode até ser coincidência. Digo eu.

Ah, e Sakamoto provavelmente sentir-se-ia insultado se comparado à música do anúncio.


De Pedro Chichorro a 17 de Abril de 2008 às 08:59
Na publicidade - principalmente - é vulgar a "inspiração" em obras de outros. Mas mudam um ou outro acorde e notas de forma que legalmente não seja considerada plágio.

Este tema do Sakamoto é bem mais antigo que o anúncio da Optimus, porque havia de ficar ofendido?


De José Pedro Magalhães a 18 de Abril de 2008 às 21:45
Porque a obra dele é de longe mais interessante que a música da Optimus.


De India a 17 de Abril de 2008 às 20:41
Pois, acho que é mesmo um caso de "inspiração" que fica a anos luz do original, como tudo o q é meio "copiado"


De Fly a 21 de Abril de 2008 às 15:52
Há um caso semelhante de inspiração, que acaba por soar a plágio, e que toda a gente deve reconhecer com facilidade. Falo do genérico do Dr.House, que não é da autoria dos Massive Attack, e que no entanto se baseia no Teardrop do Mezzanine.

Hoje em dia, é mais que frequente as publicidades soarem a certos originais pré-existentes. Fica mais barato, confunde, e é de fácil memorização e associação à marca publicitada.


De pedrodepinto a 5 de Maio de 2008 às 15:44
Fico contente por o ter ajudado!


Comentar post






.posts recentes

. Ainda alguém lê isto?

. Dicas de poupança - No de...

. Mensagem do futuro

. Bolores engenheiros

. Conversa no Taxi

. Juliette

. Escalada

. Despertador novo, vida no...

. Karma Police israelita

. Janela para o mundo

. Moda Lisboa - Sugestão de...

. Poema de um coronel sensí...

. La Planète sauvage

. A ceguinha

. Regra de ouro do consumis...

. Welcome

. Fátima Lopes

. Um desafio, um ovo e uma ...

. Tem ovo

. Thin Lizzy vs. The Pixies

. Nino Guitar

. Festa inexplicável

. Pequenos gnomos

. Sem querer aventurei-me n...

. Comércio tradicional

. Orgulhos lusitanos

. A quem interessar: encont...

. Números de telefone fácei...

. Gosta de alho? Eu adoro a...

. Vítor Gaspar





Add to Google Reader or Homepage



AddThis Feed Button
AddThis Social Bookmark Button