Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008
Baixa do Porto

A cidade do Porto, apesar de tudo, está a evoluír. Algumas coisas ainda estão no terceiro mundo (tirem as cadeias de fast food da merda dos shoppings, já que vou comer porcaria que o faça num sítio que não o seja) É natural que algumas dores se sintam. A lei do tabaco veio trazer fumadores e não fumadores para as ruas e as pessoas... gostaram. No início do ano alguns cafés e bares meteram uma mesinha cá fora com um guarda-sol e um cinzeiro para os fumadores. Aconteceu tudo ao contrário: veio toda a gente cá para fora e ficou o não fumador lá dentro a tomar conta dos casacos. Sim, no inverno já acontecia.
Antes a baixa estava deserta e era perigosa, agora tem gente e é ruidosa. Claro que há sempre alguém que se queixa. Por mim,  crime por crime, opto pelo ruído.

 



por Pedro Chichorro às 00:24
link do post | comente | adicionar aos favoritos

9 comentários:
De Norberto a 12 de Setembro de 2008 às 12:01
O que de melhor há na baixa do Porto são os bolos de amendoim de uma certa pastelaria na rua da Santa Catarina. Aquilo é de ir às lágrimas de bom, ainda esta 3a feira lá estive a abastecer-me porque Lisboa fica longe...


De pedrocs a 12 de Setembro de 2008 às 15:31
Eu às vezes estou em casa e gostava de ter uma espingarda para abater os grunhos que estão no café até às tantas a dizer bacoradas e a gritar inebriados. Que diversão que seria lançar granadas na baixa do Porto!


De Pedro Chichorro a 12 de Setembro de 2008 às 16:35
Sim, mas tu nao moras na baixa. Moras, suponho, numa zona de habitação. Naquela rua não vive uma única pessoa. Existe só uma pensão. Tirando o Bairro Alto, que fecha às 2 da manhã, Lisboa de noite tem bancos fechados e vagabundos. O Porto está a libertar-se dessa doença se o deixarem.
Espero que as pessoas ignorem as notícias alarmistas que, como li num grafitti aí num acesso À ponte 25 de abril, gritam "não saia de casa porque baixa as audiências".


De pedrocs a 12 de Setembro de 2008 às 16:57
Nada disso faz sentido. Eu sou, apenas, psicótico.


De Pedro Chichorro a 12 de Setembro de 2008 às 18:42
Claro que não faz sentido, eu falo de uma rua na baixa do porto mandada desenhar pela família Almada no séc XIX para ser coberta, ter serviços e comércio e que hoje é uma rua carismática e muito movimentada a qualquer hora do dia e da noite e tu respondeste com um café de bairro numa zona habitacional em Almada.
São duas Almadas, realmente...


De pedrocs a 12 de Setembro de 2008 às 23:00
Tu ficaste amofinado com o meu comentário... até me deixaste umas bocas no messenger. Isto não é comum em ti, diz-me lá, andas aborrecido? O Figo comeu-te os chinelos?

Vá lá, estava só a brincar. Não me obrigues a fazer daquelas confusões entre o FCP e o Porto de que tanto gostamos cá em Lisboa.


De Pedro Chichorro a 13 de Setembro de 2008 às 15:37
Nananana! Tu é que andas alterado por causa dos tampos de sanita sujos e vens para aqui mandar granadas.A única coisa que te disse no messenger foi, para além do habitual beijinho, isto:

۞ I love Jesus but i drink a little disse:
comentas sobre coisas que nao conheces...
۞ I love Jesus but i drink a little disse:
aquela rua nao tem habitantes


De Monalisa a 5 de Outubro de 2008 às 22:16
Eu fico feliz por ver que uma rua tão bonita como a da Galeria de Paris se encheu de vida e, pelos vistos, fazia falta algo assim no Porto, porque é incrível com num espaço de 3 meses aquela rua se tornou tão popular.


De Renata Serra a 8 de Janeiro de 2009 às 23:50
Queria divulgar um novo projecto da cidade, Guia Sentido - novo guia da cidade do Porto.
Desde Agosto de 2008 que circula na cidade do Porto o Guia Sentido, Uma nova maneira de olhar a cidade e a baixa. Deste Setembro que a procura e consulta por este guia se tornou um hábito para os residentes e para todos os que nos visitam. Para além de ser um guia que descreve sitios da cidade onde ir, comer, comprar e ficar, está também disponível online com a listagem de todos os espaços com coordenadas GPS para download por temas. Este guia tem ainda sugestões de como descobrir a cidade pelos 5 sentidos. Este guia tem uma edição anual de 160 mil exemplares, segmentado por zonas comerciais, sendo lançado este ano 1 nova edição, Boavista/Foz/Matosinhos. Está disponível em todos os Hóteis, Aeroporto, espaços aderentes da cidade, assim como nos principais espaços culturais.

O Porto precisa de muitos mais projectos assim, que dinamizem a Baixa, o pequeno comércio e que tirem as pessoas dos shoppings. É necessário e vital para a cidade que exista cooperação e entendimento entre as iniciativas privadas e a Câmara do Porto, o que não tem acontecido!

Mais informações em: www.guiasentido.pt

Passatempos mensais em:
http://www.guiasentido.pt/passatempos/passatempos_pt.html


Comentar post






.posts recentes

. Ainda alguém lê isto?

. Dicas de poupança - No de...

. Mensagem do futuro

. Bolores engenheiros

. Conversa no Taxi

. Juliette

. Escalada

. Despertador novo, vida no...

. Karma Police israelita

. Janela para o mundo

. Moda Lisboa - Sugestão de...

. Poema de um coronel sensí...

. La Planète sauvage

. A ceguinha

. Regra de ouro do consumis...

. Welcome

. Fátima Lopes

. Um desafio, um ovo e uma ...

. Tem ovo

. Thin Lizzy vs. The Pixies

. Nino Guitar

. Festa inexplicável

. Pequenos gnomos

. Sem querer aventurei-me n...

. Comércio tradicional

. Orgulhos lusitanos

. A quem interessar: encont...

. Números de telefone fácei...

. Gosta de alho? Eu adoro a...

. Vítor Gaspar





Add to Google Reader or Homepage



AddThis Feed Button
AddThis Social Bookmark Button