Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008
Eu vi a falsificação das falsificações

Diz o Expresso que "China "forjou" momento de diversidade étnica na cerimónia de abertura" e eu fico -.-'

É que já nada me espanta desde que vi umas falsificações de Crocas à venda em Matosinhos. As Crocas já são um produto rafeiro feito na China. Parecem socas hospitalares e se as verdadeiras partem os pés a quem anda de escadas rolantes, as falsificações devem partir os pés a quem usa escadas normais.
Os chineses são tão falsificadores que falsificam a própria mãe e a eles próprios. Já não os distinguimos como acontecia no tempo do Bruce Lee.
Quem, neste lado do planeta, vai reparar que o momento de diversidade étnica era afinal composto apenas por crianças da etnia Han? Eu ainda não consigo distinguir os chineses dos japoneses.

 



por Pedro Chichorro às 18:41
link do post | comente | adicionar aos favoritos

1 comentário:
De RUBICÃO a 16 de Agosto de 2008 às 17:56
Não falsifiquem, pelo pouco amor que têm a deus, José Sócrates!
Ora bem, pensando melhor, as falsificações servem na perfeição, são mais baratas e por vezes melhor. Portanto, falsifiquem o José Sócrates.
Um abraço.


Comentar post






.posts recentes

. Ainda alguém lê isto?

. Dicas de poupança - No de...

. Mensagem do futuro

. Bolores engenheiros

. Conversa no Taxi

. Juliette

. Escalada

. Despertador novo, vida no...

. Karma Police israelita

. Janela para o mundo

. Moda Lisboa - Sugestão de...

. Poema de um coronel sensí...

. La Planète sauvage

. A ceguinha

. Regra de ouro do consumis...

. Welcome

. Fátima Lopes

. Um desafio, um ovo e uma ...

. Tem ovo

. Thin Lizzy vs. The Pixies

. Nino Guitar

. Festa inexplicável

. Pequenos gnomos

. Sem querer aventurei-me n...

. Comércio tradicional

. Orgulhos lusitanos

. A quem interessar: encont...

. Números de telefone fácei...

. Gosta de alho? Eu adoro a...

. Vítor Gaspar





Add to Google Reader or Homepage



AddThis Feed Button
AddThis Social Bookmark Button